Início » Homens são presos após se passarem por funcionários de bancos para aplicar golpes em idosos no interior do MA
Noticias

Homens são presos após se passarem por funcionários de bancos para aplicar golpes em idosos no interior do MA

Os suspeitos iam até casas em comunidades distantes e, bem-vestidos, se passavam por funcionários de bancos e diziam para as vítimas que estavam realizando uma campanha para facilitar o procedimento de prova de vida dos idosos.

Dois homens foram presos, nessa quinta-feira (12) em Miranda do Norte, no oeste maranhense, suspeitos de realizarem empréstimos ilegais em nome de idosos. Segundo a Polícia Civil, os dois investigados são do estado do Pará e estavam praticando os crimes em cidades do interior do Maranhão.

Os homens, segundo as investigações, estavam no Maranhão há cerca de uma semana e percorreram cerca de 10 municípios maranhenses. Os suspeitos iam até casas em comunidades distantes e, bem-vestidos, se passavam por funcionários de bancos e diziam para as vítimas que estavam realizando uma campanha para facilitar o procedimento de prova de vida dos idosos.

“Os dois homens já teriam passado por, pelo menos, 10 municípios aplicando esses golpes desde a última segunda-feira (9) e foram detidos na tarde de ontem (quinta-feira), quando estavam em um estabelecimento comercial de Miranda tentando sacar valores de mais uma vítima”, explicou o delegado Renilton Ferreira, titular da Delegacia de Miranda do Norte.

De acordo com a polícia, durante o falso atendimento, os criminosos pegavam os cartões bancários dos idosos, com senhas e documentos de identificação, e deixavam cartões falsos com as vítimas. Em posse dos documentos dos idosos, a dupla conseguia realizar empréstimos.

“Nós informamos a todos que, nenhum banco, nenhuma instituição financeira comparece na casa de ninguém. Então, qualquer pessoa que chegar a residência de você se passando por um funcionário do banco, você deve imediatamente acionar a polícia, porque se tratam de criminosos que estão ali para praticar golpes”, alerta o delegado Renilton Ferreira, titular da Delegacia de Miranda do Norte.